quinta-feira, maio 17, 2007

Em estudo criação de metro de superfície entre a Amadora e Odivelas


As câmaras da Amadora e Odivelas pretendem construir um metro de superfície não poluente para ligar os concelhos, tendo já encomendado um estudo para definir o traçado e calcular os custos da obra.

Segundo afirmou ontem o vereador dos Transportes na Câmara Municipal da Amadora, Gabriel Oliveira, a decisão foi tomada na sequência da inviabilização, em 2005, de um projecto de transportes públicos que envolvia também as autarquias de Oeiras e Loures.

Gabriel Oliveira referiu que não estão ainda definidos o orçamento e as datas do novo projecto, mas adiantou que o financiamento será baseado em parcerias público-privadas e permitirá transformar a Reboleira (Amadora) - onde o Metropolitano de Lisboa chegará até 2010 - num "importantíssimo interface".

"Vamos utilizar tecnologia que não existe em Portugal, e que mesmo no resto da Europa só existe em três países um veículo híbrido, eléctrico, completamente não poluente, que tem a facilidade de um autocarro e a qualidade do metro", explicou.

O autarca acrescentou que a empresa construtora do futuro centro comercial Dolce Vita Tejo, na Brandoa, é já um dos parceiros envolvidos num estudo da viabilidade do projecto, encomendado pelas duas autarquias no ano passado. Adiantou ainda que a nova linha deverá ser posteriormente estendida ao concelho de Loures e que poderá também fazer a ligação entre as linhas Azul e Amarela do Metropolitano de Lisboa.


Fonte: Jornal de Notícias - 17.5.2007

2 comentários:

MC disse...

Isto é um absurdo!
Mais uma linha que não vai estar integrada no resto do Metro. Mais uma mudança, mais um bilhete, mais um horário, mais um empresa com as suas idiossincrasias.O sistema de transportes públicos em Lisboa já é uma autêntica manta de retalhos, sendo necessário às vezes necessário mudar 3 vezes de transporte...
Veja-se o que aconteceu em Oeiras em que também foi feito um "metro" que só acumula prejuízos.

Junte-se mas é o metro da Amadora a Odivelas com o próprio metro.

Anónimo disse...

Se passar perto do Casal da Mira, eu passaria a usar este meio de transporte. Moram muitas pessoas nestes dois concelhos e é uma optima opção, para mais se eu que trabalho em Odivelas e moro no Casal da Mira, em vez de ir de carro iria usar este metro.

Juntar com o próprio metro será muito mais caro. Se é o metro de superficie que iremos usar O metro de superficie no Porto já tem muitos mais km que o de Lisboa e custou infinitamente menos.

Vocês ambientalistas nem esperam pelos projectos para começarem a criticar.