domingo, dezembro 04, 2005

Mobilidade dos peões e qualidade de vida

Este fim de semana decidi tirar algumas fotos a algo que é bastante banal por estas paragens e que já vai sendo tempo de acabar, pois representa um exemplo claro do nosso atraso cultural e social.

Estou a falar dos carros estacionados em cima dos passeios.

Entrada de supermercado no Casal de S. Brás.
Peões, pessoas em cadeiras de rodas ou com carrinhos de bebés
são obrigadas a ir para a estrada.

No blog Ambientalistas descobri um artigo que aborda esta questão. O autor, Mário Alves, estabelece ligações entre o trânsito automóvel, o parqueamento dos mesmos e a mobilidade e as interacções entre as pessoas. Apresenta ainda algumas sugestões para tornar as nossas cidades em lugares mais humanos e vivos. Vale a pena ler e partilhar com os nossos autarcas.

2 comentários:

Anónimo disse...

@s principais prejudicad@s são as pessoas com dificuldade de mobilidade, por exemplo, em cadeira de rodas.

odete pinto disse...

O cerne da questão está nos transportes públicos - frequentes e bem esquematizados - ou seja, que constituam verdadeira alternativa ao automóvel.

Como é possível a uma família da classe média - pai, mãe + 2 filhos - manter 3 ou 4 carros? onde estacionam?
Em cima dos passeios, claro.
Enquanto isso, os que têm garagem aproveitam para a encher de tralha e lá vão mais carros para cima do passeio.