terça-feira, novembro 27, 2007

Taberna Ocupada p’la Cultura na Amadora (TOCA) foi demolida

Na quarta-feira, a cultura na Amadora sofreu uma machadada brutal. A Taberna Ocupada p’la Cultura na Amadora (TOCA) foi demolida sem qualquer pré-aviso por escavadoras, enquanto a PSP cortava os acessos. A TOCA era um projecto do Movimento de Acção Reivindicativa pela Cultura e Habitação na Amadora (MARCHA).

Ocupámos uma casa antiga, património histórico da nossa cidade, e remodelamo-la. Através do trabalho voluntário, centenas de jovens, com o apoio de vizinhos, limparam, pintaram as paredes, arranjaram o telhado, mobilaram a casa e deram-lhe vida abrindo-a à população e aos jovens.

Durante oito meses, resgatamos um espaço do silêncio e da degradação e demo-lo à juventude. Organizámos dezenas de concertos de todos os tipos de música, exposições de fotografia, sessões de cinema, debates, convívios e reuniões. Era raro o fim-de-semana em que a TOCA não se enchia de gente, com centenas de jovens da Amadora e de outros concelhos.

Ler mais

1 comentário:

gi disse...

Mais uma tristeza na vida cultural da Amadora. Para mim foi muito interessante saber da existencia do TOCA. Lembrei-me das antigas Casas do Povo, que era a cultura feita pelo o povo para o povo. Faltam actividades na Amadora...e quando passei penso que ha duas semanas atrás, pelo sitio e vi apenas um sofá num terreno vazio, perguntei-me se o proximo passo seria a destruição do antigo exemplar de Arte Nova na Amadora, uma casa que ficava emntre a TOCA e o externato Verney e que pertenceu a um médico.
Há coisas que nao percebo e precisava que me explicassem melhor e com boas razões